Aulas de dança

Aulas de dança

Ver os grandes dançarinos nos maravilha. Todos observamos com admiração sua habilidade de mover os pés com tanta fluência no ritmo da música e em sintonia com os seus pares.

Mas você não precisa apenas assistir os especialistas. Por que não dar o próximo passo você mesmo, literalmente! Coloque seus sapatos de dança e escolha uma aula, pelo simples fato de que dançar faz bem. No Brasil, segundo o relatório Diesporte64 de 2015 do Ministério do Esporte, 4,7% da população brasileira (aproximadamente 11 milhões de pessoas) tem na dança sua atividade física favorita Que tal ser parte desse grande grupo?

Existem grupos e organizações comunitárias que oferecem aulas de dança de salão, além de academias e clubes. No YouTube há milhares de vídeos que ensinam os passos básicos das danças de salão mais populares, além, é claro, dos clubes da terceira idade que regularmente têm grupos que se reúnem para dançar. Mas a orientação de um profissional também é importante não só para mostrar os passos da dança, mas também para garantir que você não se machuque.

Os benefícios da dança

Consiga manter a saúde do seu coração dançando: por ser um exercício aeróbico, entre os benefícios da dança está a redução do risco de doenças cardiovasculares, de acordo com um estudo realizado pela Universidade AUT em Auckland. É um ótimo substituto para o exercício regular e de baixo impacto, como ciclismo, caminhadas ou aeróbica.

Entre os benefícios da dança para a saúde também se encontra a melhora da postura, junto com o aumento da força óssea e muscular, melhorando simultaneamente a coordenação e o equilíbrio. Você aprenderá algo novo e explorará novos horizontes, ganhando confiança e deixando a música envolver você.

Além disso, você conhecerá novas pessoas, e na verdade, terá que dançar com algumas delas! Os pares são geralmente trocados com frequência, por isso, não se preocupe em dançar com alguém que fica pisando nos seus pés.

Como começar as aulas de dança

Use roupas confortáveis para que você se sinta livre e se movimente livremente. Se optar por ballet ou sapateado, você precisará de roupas especiais. Evite usar joias que podem prender em sua roupa ou arranhar sua pele.

Pergunte como é o piso onde as aulas são realizadas, pois superfícies de madeira oferecem um conforto a mais e podem criar um impacto menor sobre o seu corpo. Escolha um ambiente descontraído e confortável, um professor que te deixe à vontade, mas que também lhe mostre o caminho e diga quando você errou. E pronto!

Seu professor ensinará os conceitos básicos sobre postura, controle, sincronismo, técnica, estilo e trabalho com os pés, dando as bases para você progredir, e então, você e seu parceiro aprenderão os movimentos.

O conhecimento de quem segue e que lidera virá com o tempo, porque mesmo que você nunca tenha dançado, existem aulas para iniciantes.

Que tipo de dança eu deveria praticar?

Dança de salão é um bom começo para quem está em busca da dança e seus benefícios. Ela oferece os estilos clássicos de valsa, tango, e outras danças de salão que você já deve ter visto e gostado.

Uma outra opção são as danças latinas, com um pouco mais de swing e requebrados adicionados aos movimentos clássicos. Você aprenderá danças incríveis, como o chá-chá-chá, gafieira, samba e rumba, entre outras. Mas a vantagem de começar com qualquer estilo de dança de salão é que ela ensina os conceitos básicos da dança clássica e dá uma ideia do tipo de estilo que você pode gostar.

Mas você não precisa optar pelas danças mais clássicas.

A dança contemporânea tende a ser uma forma mais livre, permitindo que você faça o que é capaz de fazer, no compasso da música. A street dance tem movimentos que vieram de ambientes urbanos e casas noturnas, como o hip-hop, break e funk. Ou ainda encontramos o jazz moderno, que envolve grandes saltos e rodopios e que exercita seu corpo inteiro!

Não dê ouvidos aos que dizem que você tem dois pés esquerdos. Vá e divirta-se!

TOP